quarta-feira, 25 de junho de 2014

Frio?

Só lá fora.

Aqui comidas e sobremesas gostosas para te aquecer.



(a saladinha é básica, mas o MENU está mais que especial. Vai lá conferir)

quarta-feira, 18 de junho de 2014

Food trucks

Prática conhecida em países europeus e nos Estados Unidos, os food trucks estão chegando ao Brasil para ficar. 



O que explica o fascínio dos food trucks passa pela praticidade e pelo sabor. São pequenos caminhões ou vans adaptados vendendo comida especializada, assinada por chefs qualificados, em porções na medida certa e em embalagens ideais para comer na rua. O restaurante sai das praças de alimentação dos shoppings e vai até as praças e parques, onde as pessoas podem comer e aproveitar a cidade ao mesmo tempo.



Em Porto Alegre, havia uma lei de 2008 a respeito de vans de comida, mas não era abrangente e não incluía a categoria de food trucks. Um projeto de lei de abril de 2014 foi apresentado para regulamentar esse comércio específico. A vantagem da lei é proteger o cliente e criar um cenário favorável ao crescimento e desenvolvimento do setor. Quem sai ganhando é sempre o cliente. Segundo a Associação Portoalegrense de Food Trucks, restaurantes móveis são um dos segmentos comerciais que mais cresceram, em 2013, nos Estados Unidos, e a tendência é que o mesmo aconteça por aqui.



Recentemente uma iniciativa dos Destemperados trouxe vários chefs de Porto Alegre para o contexto dos food trucks, adaptando suas receitas e experimentando com o novo formato. O chamado Pop Up Tour começou dia 14 de maio e vai até 21 de junho, em diversos pontos da cidade.




As fotos, do 23 de maio, mostram como foi a vez da Pâtissier. Para saber o MENU da semana, clica aqui.

quarta-feira, 11 de junho de 2014

Confitar ou não confitar?

Confit é uma palavra de origem francesa, que significa conservar. Na gastronomia, confit é uma técnica muito  conhecida, que serve também para realçar e intensificar o sabor dos alimentos.

Não se sabe exatamente quando a técnica do confit surgiu, sabe-se que era comumente usada para preservar carnes por tempos prolongados numa época em que não existia geladeira ou freezer.


A técnica é bem simples, e ajuda a preservar muito da textura do alimento: significa cozinhar a carne em fogo baixo e lentamente, e a mesma gordura usada para o cozimento é também usada, depois de fria, para a conservação, pois evita o contato com o ar.

Já o confit da Pâtissier é preparado com a técnica do sous-vide.

As peças de coxa e sobrecoxa (pernas) são embaladas uma a uma em vácuo após terem permanecido por vários dias em salmoura. Cozinham em banho-maria de temperatura controlada, baixa, por várias horas e então pasteurizadas para evitar qualquer microbiologia eventual, remanescente. De facílima utilização pois não necessitam congelamento.

Clique para descobrir o MENU da semana!

quarta-feira, 4 de junho de 2014

Você conhece o Moinhos?

O bairro Moinhos de Vento, onde está a Pâtissier, foi criado oficialmente em 7 de dezembro de 1959, com a Lei 2022, mas existia antes, como um espaço onde os imigrantes que vieram para a cidade (primeiro açorianos, depois alemães, principalmente) fundavam suas chácaras e construíam moinhos para moer o trigo que plantavam em seus terrenos.



Em 1893 a região ganhou um impulso de desenvolvimento quando a Companhia Carris criou a linha de bonde Independência. Em 1904 foi construída a Hidráulica Moinhos de Vento (conhecida hoje como a Praça DMAE), ocasionando a abertura de diversas ruas e o crescimento da região.



Hoje o bairro é conhecido pelos restaurantes, café e bares estilosos, que são ponto de encontro de quem procura gastronomia de qualidade e diversão.

Aqui o Menu.